ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE

SECRETARIA DO TRABALHO E AÇÃO SOCIAL
PROCESSO SELETIVO 001/2010

EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA AGENTE DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL (AGES), ORIENTADOR SOCIAL E MONITOR.

 

A SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, neste ato representado pela sua secretária, ROSA ALEXANDRINA GOUVEIA RAMOS PEREIRA torna público que estão abertas as inscrições para seleção pública de candidatos para o provimento de vagas, por tempo determinado de Agente de Desenvolvimento Social, Orientador Social  (para ProJovem) e Monitor (para PETI ), que ser regerá conforme as condições abaixo discriminadas:

 

1.     DISPOSIÇÕES PRELIMINARES:

Este processo reger-se-á pelas normas previstas na lei 001/2OO5, de 1O de fevereiro de 2OO5, tendo como fundamento o seu Art. 2º, inciso IV:

A admissão de novos servidores para suprir carência de pessoal na administração, que advém da necessidade de se estabelecer o Diagnóstico Social do município da implantação, Programa do Idoso, do Programa ProJovem Adolescente e da expansão da Jornada Ampliada do PETI.  

Os cargos disponíveis serão de:

 

AGENTE DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL (AGES)

O Agente de Desenvolvimento Social trabalhará para desenvolver a ação comunitária, a organização popular, atuando enquanto:

Assessor, mediador, facilitador nos possíveis processos de mudanças desejáveis dentro da realidade ou setor que trabalha;

  Realização do diagnóstico social (Via amostragem) dos usuários da Política de Assistência Social, mapeando riscos aos quais estão expostas estas famílias, colocando-as em situação de vulnerabilidade social e problemática sócias existentes nas áreas visitadas;

 Participação na elaboração do Plano Municipal de Assistência Social.

 O agente social da Secretaria Municipal de Assistência Social trabalhará a disposição dos Programas Bolsa Família, PAIF/CRAS e PETI, prioritariamente e caso necessário prestará serviço/auxiliará outro setor da Secretaria que preste serviço à comunidade. 

 

MONITOR DO PETI 

Desempenhará atividades sócio educativas nos núcleos de Jornada Ampliada existentes no município, para crianças e adolescente até dezesseis anos. As atividades desenvolvidas irão abranger:  reforço escolar, recreação e lazer, atividades artísticas e culturais, atividades com as famílias (reunião bimensais, palestras, oficinas), assim como,articulação com a rede de garantia e defesa dos direitos das crianças e adolescente, além do acompanhamento das ações empreendidas pelo município no enfrentamento do trabalho infantil. Controlar diariamente a freqüência de cada criança, registrando-a em formulário próprio, apresentar mensalmente e semanal plano de aula das atividades a serem realizadas nos núcleos, participar mensalmente da elaboração de relatórios. 

 

ORIENTADOR SOCIAL e o FTG - PROJOVEM

O/a Orientador Social do Projovem e o FTG - PROJOVEM Adolescente terá, dentre outras, as seguintes atribuições: 

- Realizar, sob orientação do técnico de referencia do CRAS ou do técnico de entidade prestadora do Serviço Socioeducativo, e com a participação dos jovens, o planejamento das atividades do Projovem Adolescente; 

-Facilitar o processo de integração do(s) coletivo(s) sob sua responsabilidade;

- Mediar os processos grupais, fomentando a participação democrática dos jovens e a sua organização, no sentido do alcance dos objetivos do Serviço Socioeducativo de convívio;

- Desenvolver, diretamente com os jovens, os conteúdos e atividades que lhes são atribuídos no Traçado Metodológico do Projovem Adolescente;

- registrar a freqüência diária dos jovens ao Serviço socioeducativo e encaminhar os dados para o Gestor Municipal, ou a quem ele desligar, nos prazos previamente estipulados; 

- Avaliar o desempenho dos jovens no Serviço Socioeducativo, informando ao CRAS as necessidades de acompanhamento individual e familiar;

- Acompanhar o desenvolvimento de oficinas e atividades ministradas por outros profissionais, atuando no sentido da integração da equipe do ProJovem Adolescente;

- Atuar como interlocutor do Serviço Socioeducativo junto às escolas dos jovens, em assuntos que prescidam da presença do Coordenador do CRAS, encarregando da articulação interinstitucional do Projovem Adolescente, no território;

- Participar, juntamente com o Técnico de Referência do CRAS, de reuniões com a as famílias dos jovens, para as quais for convidado;

- Participar de reuniões sistemáticas com o Técnico de referencia do Cras;

- Participar das atividades de capacitação do Projovem Adolescente.

O Orientador Social trabalhará a disposição do Projovem do Município, prioritariamente, diretamente ligado ao PAIF/ CRAS e caso necessário realizarão serviço ou auxilio a outro setor da Secretaria que preste serviço a comunidade.

 

Item

Cargo

Vagas

Carga Horária

Remuneração

1.

AGES

03

30H

R$ 400,00

2.

AGES – Bolsa Família

01

40H

R$ 510,00

3.

Monitor - PETI

08

40H

R$ 510,00

4.

Orientador Social - PROJOVEM

02

40H

R$ 600,00

5.

FTG - PROJOVEM 

03

40H

R$ 600,00

 

2- DOS PRE-REQUISITOS;

a)       Idade mínima 21 anos;

b)       Segundo grau completo;

c)       Conhecimento sobre o SUAS e a Política de Assistência Social;

d)       Sensibilidade para as questões sociais;

e)       Boa capacidade relacional e de comunicação.

 

3- INSCRIÇÕES

Período: 05/01/2010 a 08/01/2010

Local: Secretaria do Trabalho e Ação Social, localizada à rua

José Francisco de Araújo, 62 Centro, Soledade-PB

Horário; das 08:00 ás 13:00h

As inscrições ficaram no valor de R$ 20,00. 

 

4- DAS DOCUMENTAÇOES A SEREM ENTREGUES:

a.       Avaliação de Curricular – 10,0 pontos (caráter eliminatório). A avaliação será realizada por uma comissão a ser estabelecida da Secretaria Municipal de Assistência Social, para o funcionário inscrito;

b.       Prova de conhecimento específicos ( de caráter eliminatório ) – a ser realizada com 30 questões de conhecimentos específicos – 10,0 pontos;

c.        Redação – 10,0 pontos ( de caráter eliminatório, caso venha a zerar a redação);

d.       Entrevista – 10,00 pontos.

 

6- CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

a) AGES –

Estrutura do texto; 

Padrão culto da língua;

Coesão e coerência;

Conhecimentos gerais sobre o município;

Os conhecimentos específicos serão avalizados com base, LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social), Proteção Social Básica (PAIF/CRAS) e Proteção Social Especial (PETI) (www.mds.gov.br).

 

b)       MONITOR – PETI

Estrutura do texto,

Padrão culto da língua;

Coesão e coerência;

Conhecimentos gerais sobre o município;

Os conhecimentos específicos serão avaliados com base na Lei 8069/1990 ECA (Estrutura da Criança e do Adolescente), LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social) e Programa PETI (www.mds.gov.br).

 

c)ORIENTAÇÃO SOCIAL – PROJOVEM

Estrutura do texto;

Padrão culto da língua;

Coesão e coerência;

Conhecimentos gerais sobre o município;

Os conhecimentos específicos serão avaliados com base na Lei 8069/1990 ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social, Política da juventude, ProJovem Adolescente (ciclos I e II) – (www.mds.gov.br).

 

7. PROVAS

a) Divulgação da avaliação curricular:

DATA – 13/01/2010

LOCAL – Escola Municipal Professora Lucia Matias

 

b) Conhecimentos Específicos e Redação

DATA – 13/01/2010

LOCAL – Escola Municipal Professora Lucia Matias

HORÁRIO – das 13:00 às 17:00

 

c) Entrevista

DATA – 14/01/2010

LOCAL – CRAS( Casa das Famílias), localizada a rua Dr. Gouveia Nóbrega, 74 Centro, Tel: (83) 3383-1072

HORÁRIO - 08:00 às 12:00

 

8. APURAÇÃO DOS RESULTADOS:

a) DATA DE DIVULGAÇÃO: 15/01/2010

b) A seleção simplificada será realizada por uma comissão nomeada por esta Secretaria e obedecerá aos critérios definidos neste edital.

c) O candidato habilitado será classificado em ordem decrescente da Nota Final.

d) A divulgação dos habilitados será feita por ordem de classificação geral de todos os candidatos inscritos.

e) As listas com o Resultado Final da Seleção serão divulgadas no site da Prefeitura, nos murais dos Conselhos de Direitos e no mural da Prefeitura, Secretaria Municipal de Assistência Social e CRAS.

 

9.  DA CONTRATAÇÃO 

A contratação obedecerá rigorosamente à ordem de classificação dos candidatos, de acordo com as vagas existentes, após a homologação do resultado da Seleção Simplificada, a Comissão convocará os candidatos habilitados, através de Edital específico, afixado nos murais da Prefeitura, secretaria municipal de Assistência Social e CRAS e site oficial da Prefeitura, por ordem de pontuação e classificação para que assim possam apresentar dos documentos exigidos necessários para a efetivação da contratação. Tornando sem efeito classificação do candidato que não se apresentar no prazo estabelecido.

 

A contratação iniciar-se-á 02 (dois) dias após divulgação do ato de convocação. Sendo esta via contratação por prestação de Serviços Temporários, de 06 meses, podendo ser prorrogado por mais 06 meses.

 

O candidato convocado deverá comparecer à Secretaria de Assistência Social munido das seguintes documentações:

a)       Original e Cópia da Carteira de Identidade,

b)       Original e Cópia do CPF,

c)       Original e Cópia do Título de Eleitor e comprovação de ter votado nas últimas eleições.

d)       Comprovação de quitação com o serviço militar (na hipótese do candidato ser do sexo masculino),

e)       Comprovante de residência atualizado,

f)        Antecedentes criminais,

g)       Atestado de sanidade física e mental.

10. DAS DISPOSIÇÕES FINAS

A inscrição do candidato importará no conhecimento das instruções e na aceitação das condições do processo de seleção, tais como se acham estabelecidos neste edital;

Os locais para realização das provas de Conhecimentos Específicos e Redação, bem como Dinâmica de grupo, serão amplamente divulgados através dos meios de comunicação disponíveis, após o termino deste prazo das inscrições para seleção pública.

Este processo seletivo será realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, que contará com apoio de sua equipe técnica (Maria Alzenira Gomes Silva, Maria do Carmo Farias de Assis, Rosa Alexandrina Gouveia Ramos Pereira). 

Os cargos omissos neste Edital serão resolvidos pelo CMAS(Conselho Municipal de Assistência Social). 

 

ROSA ALEXANDRINA GOUVEIA RAMOS PEREIRA

Secretária Municipal do Trabalho e Assistência social 


Publicado por:
Rosa Alexandrina Ramos Pereira
Código Identificador:B447066F


Matéria publicada no DIÁRIO OFICIAL DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DA PARAÍBA no dia 05/01/2010. Edição 0004
A verificação de autenticidade da matéria pode ser feita informando o código identificador no site:
http://www.diariomunicipal.com.br/famup/